HISTÓRIA DE PORTUGAL CONTEMPORâNEO

HISTÓRIA DE PORTUGAL CONTEMPORâNEO
ebook
Ficha Técnica
ISBN:
978-989-665-397-2
EAN:
9789896653972
Derechos eBook:
Imprimible: Prohibido.
Copiar/pegar: Prohibido.
Compartir: 6 dispositivos permitidos.
DRM
Si
Colección:
SIN CODIFICAR
Idioma:
PORTUGUES

10,99 €

História do Portugal Contemporâneo de 1890 aos nossos dias.

Quatro regimes políticos diferentes, quatro Constituições, quatro ditaduras, entre as quais a do Estado Novo salazarista - a mais longa da Europa Ocidental no século xx -, dois chefes de Estado assassinados (o rei D. Carlos, em Fevereiro de 1908, e o ditador Sidónio Pais, em Dezembro de 1918), uma transição democrática singular, uma descolonização tardia e conflituosa que reduziu brutalmente Portugal ao seu rectângulo europeu anterior à expansão iniciada no século xv, uma emigração endémica, frequentes vezes sinónimo de pobreza e de futuro incerto, e, por fim, uma europeização, corolário

da modernização em ritmo acelerado, cujo apogeu seria a «Expo#98», essa exposição universal organizada em Lisboa, em 1998, para comemorar o 500.º aniversário da viagem de Vasco da Gama à Índia: são muitos os acontecimentos e tendências que pautam o longo século xx português aqui apresentado, que, por motivos de clareza pedagógica, se sucedem numa dezena de capítulos organizados por ordem cronológica, de modo a reflectirem os principais momentos de ruptura da sua história política.

«Aquilo que é interessante salientar é a enorme riqueza da história contemporânea de Portugal, a complexidade das suas relações com a Europa, o seu posicionamento único na charneira de vários mundos, entre os quais sempre lançou pontes e estabeleceu cruzamentos, como se a pulsão do universal fosse sempre mais forte do que os seus limites geográficos. Este relato também põe a nu a dificuldade colectiva persistente de empreender reformas e de realizar opções estratégicas consistentes. Aliás, também é surpreendente observar a capacidade de resiliência dos Portugueses, a sua maneira única de combinar resignação e revolta, motivação e recusa, decepção e entusiasmo, solidariedade e resistência perante a adversidade.»

Jorge Sampaio, in Prefácio